PRINCIPAL EVENTOS
APRESENTAÇÃO
ARTE
CULTURA
LITERATURA REGIONAL PROJETO ABCERRADO LIVROS
REVISTAS
ARTIGOS
PESQUISAS

MÍDIA/CONTATO
EQUIPE


 

 




MEMORIAL DOS CERRATENSES
CENTRO DE EXCELÊNCIA DO CERRADO, JARDIM BOTÂNICO DE BRASÍLIA.

 

Tótem com informações virtuais fará homenagem
a dez personalidades fundamentais para
a preservação do Cerrado

Por que 11 de setembro é o Dia Nacional do Cerrado? Que plantas deste bioma podem ser usadas na cura de doenças? Quem idealizou o conceito de Ecomuseu? Estas e outras questões serão facilmente respondidas pelo MEMORIAL DOS CERRANTENSES, uma iniciativa que visa dar mais visibilidade e reconhecimento a dez personalidades que dedicaram suas vidas a enriquecer e preservar este que é o segundo maior bioma da América Latina e a maior biodiversidade de savana do mundo.

Ideias, criações artísticas, pesquisas e iniciativas de pessoas como Ary Para Raios, Laís Aderne( foto), Pajé Sapaim( foto) e Dona Lió estarão ao alcance de todos os visitantes do Centro de Excelência do Cerrado, localizado no Jardim Botânico de Brasília. Ali, ficará instalado um totem, com informações virtuais sobre estes notáveis habitantes do Cerrado. A inauguração do MEMORIAL DOS CERRATENSES está marcada para o dia 05 de maio, a partir das 16h, com uma programação que inclui música, performance teatral, exibição de vídeos do memorial, bate papo, food-bikes.

O MEMORIAL DOS CERRATENSES nasce com a proposta de reconhecer, compilar e divulgar o patrimônio histórico formado pelas memórias biográficas de pessoas que dedicaram suas vidas a valorizar o Cerrado. O MEMORIAL foi criado para funcionar em ambiente virtual instalado em formato de totem na Biblioteca Digital do Cerrado, localizada no Centro de Excelência do Cerrado, do Jardim Botânico de Brasília, com acesso gratuito ao público visitante. As informações estarão disponíveis também em sítio virtual na internet.

A ideia principal da iniciativa é divulgar a história de personagens que foram de grande importância para as áreas da pesquisa e tecnologia, história, arte e cultura, movimentos sociais e povos tradicionais da região do Cerrado. Todos eles com uma grande paixão pelo Cerrado e cujo legado de valorização e proteção do bioma merece ser difundido e compartilhado.

 


Nação Kamaiurá, dos povos do Alto Xingu.

 

 

VOLTAR

 

Copyright © Instituto Cerratense - 2018 - Todos os direitos reservados.
ISSN -  2447-8601

I