PRINCIPAL EVENTOS
APRESENTAÇÃO
ARTE
CULTURA
LITERATURA REGIONAL PROJETO ABCERRADO LIVROS
REVISTAS
ARTIGOS
PESQUISAS

MÍDIA/CONTATO
EQUIPE


 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Caros Cerratenses

Uma década depois que o historiador mor do Planalto Central, Paulo Bertran, nos deixou, um grupo de pesquisadores, articulado pelo Instituto Cerratense, criou o Portal WWW.CERRATENSE.COM.BR, em sua homenagem. Naturalmente, o objeto dessa pesquisa é a história ambiental da região de influência do Distrito Federal, englobando mais de 30 municípios nos estados de Goiás, Minas Gerais e Bahia, que compartilha uma mesma identidade cultural com Brasília e demais regiões administrativas.

Cumprida essa primeira etapa, a ação prioritária será a “alimentação” do Site, a ser realizada mensalmente. Desse modo, é imprescindível que os pesquisadores cerratenses contribuam com pesquisas, textos e artigos relacionados à cultura da região e ao patrimônio natural do Planalto Central. Hoje já contamos com mais de 200 (duzentos links, todos enviados de forma espontânea.

O grupo que organiza este PORTAL, ao longo dessa última década, viabilizou inúmeros projetos bem sucedidos, tendo o trabalho de Bertran como inspiração, e sua obra como principal fonte de pesquisa.

O primeiro deles foi o projeto  “Estrada Colonial do Planalto Central”, cuja proposta era reconstituir um antigo trecho da Picada da Bahia que atravessava todo o quadrilátero Cruls, de leste a oeste, se iniciando em Formosa e seguindo até Corumbá/Pirenópolis, ambas em Goiás. Paulo Bertran deixou um mapa com todo este roteiro traçado, ainda não divulgado, que brevemente será disponibilizado num link de mapas.

Três anos depois, em 2008, foi a vez do Livro Estrada Geral do Sertão [01] que desvendava todo o trajeto de uma antiga picada que seguia para o desconhecido sertão brasileiro. Começava na cidade de Cachoeira localizada no Recôncavo baiano, passando pela Chapada Diamantina e Rio São Francisco (divisa BA\MG), para adentrar na capitania de Goiás pelo Vão do Paranã, e seguir para o Arraial de Meia Ponte e Vila Boa, antiga capital. O historiador Xiko Mendes, no Grande Sertão Veredas, juntamente com o artista plástico Otoniel Fernandes, no Rio são Francisco e Chapada Diamantina, foram determinantes na reconstituição de todo o trajeto da Picada da Bahia e construção do projeto.

Em 2009, foi ministrado o primeiro curso de aperfeiçoamento dos professores, da Secretaria do Educação do DF, “Na Rota das Nascentes” tendo como foco construir uma nova abordagem na história, colocando o nosso povo, a nossa região, no centro do processo histórico. A partir daquele momento, mais de 60 professores concluíram o curso e passaram a debater o tema em sala de aula de escolas públicas. Quatro anos depois, em 2013, foi lançado o livro “Na Rota das Nascentes: a história da região do DF” (Robson Eleutério), cujos conteúdos foram debatidos durante o curso.

Atualmente o Instituo Cerratense se dedica à criação do Ecomuseu Pedra Fundamental e o seu tombamento como partimônio histórico e artístico nacional. Em 2014 foi aberto um processo no IPHAN Distrito Federal, com a finalidade de avaliar tal demanda, tendo recebido parecer favorável, um ano depois, pelos seus técnicos. A etapa posterior será a realização de um inventário para avaliar questões técnicas e, depois, segue para a apreciação do Conselho Consultivo do IPHAN nacional que poderá conder o título.

 


Pedra Fundamental da construção de Brasília
Planaltina-DF

 

Copyright © Portal Cerratense - 2017 - Todos direitos reservados.
ISSN -  2447-8601